Open Site Navigation

5 pontos - Especial: Prevenção de riscos


Um fundo branco, com uma faixa verde. Na imagem está escrito: 5 pontos. Especial: Prevenção de Riscos. 8ª edição: 28/01/2019
Não podemos ficar de braços cruzados, frente aos acontecimentos de Brumadinho - MG. 5 pontos especial de prevenção de riscos e acidentes

A coluna 5 pontos, de hoje, está um pouco diferente. Dessa vez vamos abordar temas de responsabilidade, para com a sociedade e com o público interno.

No último final de semana acompanhamos assustados os acontecimentos de Brumadinho-MG, e pensando nisso, vamos citar 5 pontos para você verificar na sua empresa ainda essa semana e evitar as consequências de possíveis tragédias.



E.P.I. - Equipamentos de proteção individual são o que há de mais básico em questão de responsabilidade com o seu trabalhador. Cada atividade exige uma quantidade e espécies de E.P.I.s diferentes, mas há de se usar. Capacete, luvas, óculos, botas com bico de ferro, mosquetão, cordas, travas. Tudo que estiver disponível no mercado para a segurança da sua equipe, será mais barato do que o peso na consciência de "aposentar precocemente" um trabalhador. Se peso na consciência e responsabilidade com o próximo não é um argumento bom suficiente, então saiba que todos os equipamentos da melhor qualidade, juntos, não são investimentos tão altos, se comparados com as multas e indenizações por acidente de trabalho.



Missão, visão, valores.... Lembra desse texto que foi criado lá na fundação da empresa para nortear as práticas da companhia?! Pois bem, chegou a hora revisitar a fundação da empresa e relembrar coisas básicas como essas. De nada vale um texto bonito, uma frase de impacto para o propósito da empresa, se as práticas não condizem com a promessa. Essa simples revisão e cumprimento das bases da empresa, pode salvar vidas, observe essa lista de valores:


No artigo sobre prevenção de acidentes e riscos, há uma imagem com a inscrição de "Missão, visão e valores".
Quadro de missão, visão e valores, extraído do site da vale em 28/01/2019

Por incrível que pareça, esse quadro, foi extraído do site da Vale em 28/01/2019, a empresa responsável pelo rompimento da barragem de Brumadinho - MG.

Se a Vale, durante a reunião técnica que apontou risco de rompimento nessa barragem, tivesse se lembrado da "missão" - que fala sobre desenvolvimento sustentável - ou se ao menos tivessem sido leais a "paixão pelas pessoas e pelo planeta" como afirmam na "visão". Ou que colocassem de fato, "a VIDA em primeiro lugar", se "valorizassem os funcionários que fazem a empresa", se "cuidassem do planeta", "agissem de forma correta" como mandam os 4 primeiros valores, dos 6 expostos. Bom, se tivessem feito APENAS o que está posto em sua missão, visão e valores, os crimes de Mariana e Brumadinho não teriam acontecido.


Revise os pontos críticos da sua empresa. Pense nas atividades cotidianas que sua empresa executa, reúna sua equipe e levante quais são os pontos mais críticos da sua operação. Visite esses pontos, repasse os protocolos de manutenção, segurança e execução desses pontos. Tenha a certeza sobre o perfeito funcionamento desses pontos, ou, não os deixe funcionar até a solução do problema e extinção do risco.



Tenha planos "B". Toda tragédia, natural ou criminosa, como nesse caso, nos mostra claramente a importância de ter um plano "B" e respeitar o que dizem os observadores técnicos e peritos. Por exemplo:

Se um corpo técnico de engenheiros civis, engenheiros ambientais e geólogos estão te alertando sobre o risco de rompimento de uma barragem, você simplesmente cala e segue as recomendações. Sendo mais realista, se um eletricista disser que há risco de curto, você regulariza a distribuição, troca os fios, muda as chaves, enfim... Apenas siga, peque pelo excesso, não pela omissão. Se não quiser parar sua produção durante as obras de adequação, você

terá de ter um plano B. Acabou a internet hoje, você fica sem? não trabalha? qual é seu plano B? Se uma das máquinas da sua produção quebrar, como você fará? Se uma explosão acontecer, se um encanamento estourar... E aí, qual é o seu plano de emergência, seu plano B? Você tem que ter um...


Imagine se uma pessoa tem um infarto agora, nesse exato momento na sua empresa, o que você faz? Em caso de emergência, qual é a melhor rota de fuga? Ela, a rota, está desobstruída? Sua equipe está preparada para lidar com essas situações? Quantos treinamentos você já ofereceu para sua equipe? Onde estão os contatos de emergência e nomes dos medicamentos tomados pela sua equipe e a lista de alergias que sua equipe possui? Empresas com muitas pessoas, muitos processos e operações complexas, precisam manualizar tudo, principalmente se a atividade é de risco, nesse caso, o manual de segurança e situações de emergência precisam estar a postos.

Para nos auto preservarmos e preservarmos as pessoas que estão ao nosso redor, precisamos estar no mínimo preparados, na pior das hipóteses, há de se saber para onde correr e quem chamar.


Não coloque sua equipe e a sociedade que te acolhe, em risco. Trabalhe da forma correta, faça um fundo de reserva para emergências, treine seus funcionários, tenha um plano B, cumpra o que promete, consulte regularmente peritos e faça auditorias independentes de segurança, risco, estrutura etc. Lembre-se sempre, de que o lucro é um prêmio por um trabalho bem feito. Faça primeiro o que tem que ser feito, se fizer direitinho, o lucro vem.


Ficou com dúvidas? Deixe nos comentários no fim da página, ou clique aqui e fale com a nossa equipe, estamos prontos para ajudar.