Open Site Navigation

E o seu lixo?


Para onde vai nosso lixo? Alguma vez você já se questionou sobre isso?


Na realidade, podemos trabalhar os termos que utilizamos! Lixo é sinônimo de rejeito, ou seja, aquilo que não podemos reciclar ou utilizar de outras formas, como na produção de adubos, por exemplo. Então, nem tudo o que geramos é lixo, concorda?


Na realidade geramos resíduos! E, em grande parte, resíduos sólidos. Pense a quantidade de resíduos que são gerados por uma indústria, um restaurante e até mesmo o que você produz em casa. Tudo isso é de responsabilidade do gerador. Ficou na dúvida? Vamos lá!


Existe no Brasil a Lei nº 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ela aborda alguns princípios, como a não geração, redução, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final dos resíduos. Existem, também, alguns instrumentos, como a “responsabilidade compartilhada”, que responsabiliza o gerador pelo seu resíduo.


“Quer dizer que minha empresa é responsável por gerir o resíduo que produz?”

Exatamente! Para isso são desenvolvidos planos de gerenciamento dos resíduos sólidos, totalmente personalizados e que garantem o cumprimento da legislação, o exercício de responsabilidade ambiental e, assim, a contribuição para melhores condições de vida às próximas gerações. Além é claro, de evitar multas salgadas e reputações arranhadas, nos casos mais extremos.


Mas calma! Se sua empresa não tem esse plano, podemos ajudar! Que tal um encontro para conversarmos mais? Clique aqui, e deixe seu contato. Continuaremos nosso papo pessoalmente.