Open Site Navigation

ESG 360: Mais que um conceito, uma solução completa

O moderno conceito de governança consegue não apenas melhorar a percepção de marca frente ao mercado, como também se mostra uma estratégia capaz de aumentar a lucratividade e atrair investidores.

ESG, sigla para Environmental Social and Governance, ou em tradução livre Governança Social, Ambiental e Corporativa, não é necessariamente uma novidade. Antes do conceito ser amplamente difundido, as empresas se diferiam entre empresas sustentáveis, responsáveis, verdes e de impacto. Esses são alguns dos termos já utilizados para designar empresas com boas práticas. O problema é que na maioria das vezes, termos como “sustentabilidade” são associados unicamente à questão ambiental e por isso muitas empresas tinham dificuldade em compreender e adequar as práticas corporativas de acordo com o tripé da sustentabilidade: ecológica, econômica e humana.


Nesse sentido, a sigla ESG presta um grande serviço ao entendimento desse tripé, já que expressa nominalmente a importância da governança ambiental, social e, claro, corporativa (Environmental, Social and Governance). Com isso as empresas passam a ser exigidas em ações muito mais afirmativas do que aquele tradicional dia do plantio de mudas, ou a instalação de latões de separação de materiais recicláveis.


Fotos do Dia da Árvore, ou vídeos institucionais do dia do voluntário, já não convencem, não são suficientes para mostrar boas práticas. Agora, os agentes econômicos precisam acenar para o mercado com programas estruturados, planos de longo prazo, muito além da estratégia de comunicação, o planejamento ESG precisa engajar todos os setores da empresa em busca de soluções inovadoras na busca de operações mais saudáveis para o público interno – os funcionários –, mais sustentáveis para o meio ambiente e mais preocupadas com as questões sensíveis à sociedade que as cerca, distribuindo parte dos resultados para um investimento social de fundo perdido, mas que viabilize a educação de qualidade, a inovação, a erradicação da fome e da miséria, redução da desigualdade e para os demais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ODS / ONU).


Vantagens e resultados diretos:


Outra característica fundamental do conceito ESG é sua capacidade em gerar resultados diretos e tangíveis às companhias. Se antes as marcas se restringiam a publicizar iniciativas sustentáveis, no intuito de serem reconhecidas pelos clientes durante a decisão de compras; hoje empresas podem, inclusive, obter resultados financeiros diretos, seja pela economia gerada, por exemplo, em ações de gestão de resíduos e destinação de rejeitos ligados à economia circular, como também é possível aumentar a margem de lucro através de uma gestão corporativa mais profissional e eficiente, alinhada com as melhores práticas do mercado, processos mais produtivos que levam, simultaneamente, à economia de recursos e ao aumento de receita por hora de trabalho.


E assim como acontece nos esportes, quando grandes clubes buscam seus futuros craques em categorias de base, hoje as corporações podem experimentar ações de impacto social capazes de aproximar as marcas de seus futuros públicos e até ajuda-las a rastrear talentos que em um futuro próximo lhes serão úteis no desenvolvimento de novas tecnologias, ou, simplesmente, na renovação do quadro profissional, principalmente quando os atuais talentos se aposentarem ou seguirem caminhos profissionais diferentes da companhia.

Por último, mas não menos importante – não, mesmo -, empresas com premissas ESG tendem a ser mais rentáveis, com uma cadeia de processos mapeada e bem organizada e por isso, essas empresas tendem a atrair mais investimento de risco de investidores anjo, investidores profissionais e grandes fundos, incluindo fundos cada vez mais comuns de investimento exclusivo em negócios que seguem premissas ESG, além de terem mais facilidade em contratarem crédito no mercado, por serem consideradas empresas mais preparadas para os atuais e futuros desafios que se apresentarão. O mais importante deles: uma corrida por um ecossistema competitivo, produtivo e, principalmente, sustentável.


Planejamento e aplicação por etapas:


Para acompanhar e atender às novas demandas do mercado, a benV 360 que concentra sua operação em soluções verdes desde 2018, acaba de lançar seu programa de transformação ESG 360, um programa modular, com soluções e cronogramas personalizados, compatíveis com o investimento disponível para a transformação de qualquer empresa.

Como de costume na benV, o programa ESG 360, também, tem uma abordagem personalizada que mantém o entendimento que o período de transformação da empresa precisa respeitar as respectivas limitações operacionais e orçamentárias de cada companhia. Tornando, dessa forma, o investimento possível a todas as empresas, independentemente de seu tamanho, área de atuação e momento econômico. Um modelo que democratiza o acesso a um dos conceitos mais importantes para o futuro das organizações.


O programa ESG 360 planeja cada passo da transformação cultural de uma empresa tradicional, para uma empresa verde. Todos os detalhes são pensados, desde a governança corporativa como a organização dos planos de carreiras, remunerações e sucessões; passando pelo desenvolvimento de toda a política de análise de projetos sociais de apoio à cultura, educação, saúde e inclusão econômica; até a adequação para uma operação sustentável, revisão de processos, plano de compensação de impactos ambientais, como o “NET Zero” e até a possibilidade de reconstrução e reposicionamento de produtos e serviços através da certificação de fornecedores e, também, da cadeia de suprimentos, se necessário.


Se antes a agenda ESG era “A moda que veio para ficar”, agora é a base sólida, sobre a qual, todas as empresas que desejarem se manter ou se tornar relevantes em um futuro próximo, precisarão se organizar. Para a gestão de marca, o branding, ESG é o traje de gala a ser vestido na presença do mercado.


Adequação, transformação e Comunicação:

A adequação de processos do programa ESG 360 conta com ferramentas como o manual de processos benV 360, com uma plataforma individual e personalizada para as necessidades de cada empresa e níveis de acessos individuais para que cada integrante da equipe acesse apenas as informações relevantes à sua posição..

Há no mundo centenas e até milhares de certificações ambientais e de boas práticas. Há opções para todos os gostos, dos mais rígidos aos mais flexíveis, com todos os critérios possíveis e imagináveis, por isso, esse não é o foco do programa ESG 360.


Com tantas empresas ainda distantes de uma realidade orçamentária que as permita transformar suas operações, o foco do programa ESG 360 é personalizar essa adequação modulando prazos e etapas, de acordo com as prioridades estratégicas e a disponibilidade financeira de cada companhia.


Para as empresas com o processo de adequação ESG em estágio avançado, temos as melhores soluções para comunicar, no tom certo para cada público pretendido; para as empresas que ainda não iniciaram a transição, o programa ESG 360 é a solução ideal para adequar as práticas, transformar a operação e marcar posição no mercado para ser notada por seu comprometimento com o futuro do ecossistema.